Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cortinas

É sobre a morte, é sobre a vida
Quantas horas de sorte
Quantas vidas perdidas...

Abismos caseiros
entre estreitas janelas
Os forasteiros galopam
nas abundantes vielas

Algodões que não são doces,
esfarelam.
Sujam os dedos da menina

Quanta gente!! Quanta gente!!

Até parece que me calo
Um minuto
Intervalo!

Eita, vida transparente.
Felipe Alexandrino
Enviado por Felipe Alexandrino em 28/08/2007
Código do texto: T627678

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Alexandrino
São Paulo - São Paulo - Brasil, 31 anos
30 textos (1183 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 03:40)
Felipe Alexandrino