Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As flores de Amanhã

Eu posso caminhar contra a correnteza
De uma linha d´agua pouco sutil
Recolho pedras enquanto posso
E respiro para viver esse caminho

A minha vida escrita em uma poesia
Faço dela vários versos
E sei que posso escrever a maior
E mais bela natureza humana

Eu subo uma corrente límpida
Ora turva, ora estranha... enfim feliz
Recolho pedras para lembrar do passado
E colocar na cabeceira, onde o chão chora

E as lágrimas correm para todos os lados
Cada vida uma linha diferente
Quem plantar suas flores coloridas
Poderá deixar para outros colherem

E as aguas não irão parar jamais
Mesmo não sendo as aguas de ontem
Aqui passei e um dia farei parte dessas pedras
Enquanto isso canto minha música e planto o meu legado



Pássaro das Palavras
Enviado por Pássaro das Palavras em 16/09/2007
Código do texto: T655455

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pássaro das Palavras
Piracicaba - São Paulo - Brasil, 31 anos
167 textos (6181 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 19:51)
Pássaro das Palavras