Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

      



                 O termo do sonho



Emprestei-te remo de cedro,menos canoa,de decer rio e quintal;
Todos abismos são iguais e estamos sempre a um passo;
Folhas sem tempo de verde,tráz a oferta na paisagem toda de Vitória-regia!

E nessa proporção de tantos poemas vivos,quero os nós e os como,de sobressalto!
De ti,sabendo de mim,antes rio,te mostro atavio de coração azul-cobalto;Desmonte o tempo querido,desmonte o que tens, e sabes ,correndo dentro,como rio e moinho!

Tuas guerras de amores,já as sei a muito,tua poesia é molhada e tem usura!

Folhas sem tempo de verde,exiladas nas pedras,castam,bebe o vinho,cevas a fera!!



             (uma flor doada ao mestre Stelo queiroga)

 
MaisaSilva
Enviado por MaisaSilva em 15/03/2019
Código do texto: T6598301
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MaisaSilva
Itumbiara - Goiás - Brasil, 48 anos
826 textos (19486 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/07/19 08:04)
MaisaSilva