Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Confete

Não me procure nas entranhas do inferno,
nem julgue que sou fã dessas façanhas
que o pecado promove e ele mesmo resolve...
Não sou comportado, mas vivo num estado de paz...

O meu recado vai mais longe
e corresponde a fardos mais pesados
que a solidão lúcida pode complicar,
pois são dívidas do passado, e já é tarde...

Os minutos se tornaram pó
empoeirando a gravidade do rebanho,
num sentimento que dói que só...

Apascentados, todos pastam juntos nas dores
e nas dádivas... Mas o pecado, que está na raiz
do que se faz, é o sal que atiça e move o mal...
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 10/05/2019
Reeditado em 11/05/2019
Código do texto: T6643820
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1186 textos (26984 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/06/19 00:04)
Eligio Moura