Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CALOR NA FAZENDA

                        O SOL DESPONTOU MAIS TARDE
                        DEMOROU A APARECER
                        MAS VEIO N'UM CALOR QUE ARDE
                        DE DEIXAR A ÁGUA FERVER
                 
                        SOMBRA  SE ENCONTRAVA
                        SÓ DEBAIXO DA MANGUEIRA
                        MAS ERA POUCA E NÃO SUPORTAVA
                        A BICHARADA INTEIRA

                        O FAZENDEIRO AQUILO VENDO
                        E PARA LHES FAZER FELIZ
                        MANDOU A BICHARADA CORRENDO
                        TOMAR BANHO NO CHAFARIZ

                        FOI UMA ALEGRIA SÓ
                        ME EMOCIONO À CONTAR
                        COMO QUE UM SIMPLES GESTO
                        PODE AOS OUTROS ALEGRAR.


                       
                   
MARCELINHO POETA
Enviado por MARCELINHO POETA em 18/09/2019
Código do texto: T6747906
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MARCELINHO POETA
Vespasiano - Minas Gerais - Brasil, 46 anos
242 textos (3973 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/19 23:38)
MARCELINHO POETA