Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MELODIA DE INVERNO



Imagino me jogando com tuas cinzas em revoltas águas
Deixando que minha carne pulse como fogo ardente...
E uma brisa revolta em meio às minhas mágoas
Me vai desnudando na noite gélida e incandescente...

Ergo minha taça e bebo um trago de mel amargo
Do fel das minhas entranhas que me acelera o tesão
Causando um caos descompassado e retardado
No louco e insensato a que chamo de ‘coração’...

...se eu pudesse... ao menos por um dia...
Confesso que sonhando faria uma bucólica melodia...
Algo suave como uma brisa que vem do rio
Sem medo de tempestades ou de vento frio...

Há várias melodias dentro de mim
Gemendo como geme uma guitarra bairrista
Que acompanha uma fatídica e melancólica fadista

Depois... servir um café da manhã para nós dois
Ver o dia nascer e o sol resplandecer
E uma felicidade exuberante despontar depois...


By@
Anna D’Castro
(RJ, 20/1/2020)

Anna DCastro
Enviado por Anna DCastro em 07/07/2020
Código do texto: T6999106
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Anna DCastro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
213 textos (10992 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/03/21 09:37)
Anna DCastro