Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Areias do Tempo

no funil da ampulheta
o tempo que caía, cantava
cantava as alegrias dos encontros
e dos encantos da partilha

muitos partilharam comigo
noites de lua cheia
conversas sem fim
serenatas e cantorias
madrugadas terminadas nas areias da praia
quando as águas do mar
em espuma chanpanhada
brindava os laços
que se fundiam no cotidiano do amar

muitos também partiram
deixando dor em lágrimas, espaço vazio
pertencente ao amigo
boca sedenta de beijos
da paixão que ardeu nas entranhas

mais o fio de areia
ainda está a gotejar, marcando o tempo
tempo presente
que se vive agora
tempo de paz e de guerra
de música e silêncio
de amar e amar
até o derradeiro e último momento
em que caia
o último grão de areia
Kintana
Enviado por Kintana em 25/10/2007
Código do texto: T709393

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kintana
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 54 anos
8 textos (459 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 21:32)
Kintana