Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Herança


Água límpida, pura e cristalina,
Risos em regatos rumorejantes,
Desses meus tempos de menina,
Recordo claros dias já distantes.

No Inverno o gelo brilhante e frio,
Os campos já lavrados, recobrindo,
Bebendo da água da fonte no estio,
E no fundo poço os peixes sorrindo...

A rega na horta e no florido jardim...
Brincando na fresca água, já molhada,
Sentindo a alegria de menina amada...

E os filhos de agora, recordarão assim?
Se a água hoje, poluída, engarrafada,
É o lhe damos da herança a nós deixada...
Arlete Louro
Enviado por Arlete Louro em 01/12/2005
Código do texto: T79613


Comentários

Sobre a autora
Arlete Louro
Alpiarça - Santarém - Portugal, 63 anos
245 textos (36958 leituras)
3 áudios (201 audições)
5 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/02/20 02:25)
Arlete Louro