Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chamam-me Mulher

Chamam-me mulher!
Essa que atrevida, pluraliza-me,
Quando me penso solidão.
Essa que me acolhe e instiga,
Saltando dos abismos e espelhos
Declarando-me aos meus silêncios.

Chamam-me mulher!
Essa que tantas almas tem,
Mas que incontida pelo sentir
Revira-me e sabe-me em afetos.
Essa que é dona de mim
Sem certidões ou posses.

Chamam-me mulher!
Essa que impulsiva me seduz
Com os sons femininos da poesia
E acesa, oferece-me ao verso.
Essa que atravessa desertos
E faz-se oásis para o universo.

Chamam-me mulher!
Essa que chega antes do tempo,
Remexendo o relógio dos conceitos.
Essa que deixa dores ao vento
E seca lágrimas no colo do sol
Ofertando-me as mãos do recomeçar.

Chamam-me mulher
Essa que permite o mundo
Em seus braços repousar
E em cada sussurro do alvorecer
Fecunda-se sempre de vida
No útero do amor eterno.

Fernanda Guimarães
Fernanda Guimarães
Enviado por Fernanda Guimarães em 08/03/2009
Reeditado em 08/03/2012
Código do texto: T1475387

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Guimarães
Fortaleza - Ceará - Brasil
430 textos (66603 leituras)
9 áudios (1845 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/06/19 12:59)
Fernanda Guimarães