Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cala-te Poeta





A poesia
Por si fala.
Portanto...
Cala-te poeta!
Que o silencio
Grite teus amores,
Transpassando
Teus sonhos,
Aplacando
No éter
Tuas dores.
Que escorram
Tuas lagrimas,
Feito pérolas
Sagradas,
A reluzirem
Em plácido
Semblante,
Por olhos
Semicerrados,
Perdidos,
Luzidos,
Por amores
Do ontem.





Luis Carlos Mordegane
MORDEGANE
Enviado por MORDEGANE em 14/03/2007
Código do texto: T411897

Comentários

Sobre o autor
MORDEGANE
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 64 anos
69 textos (5722 leituras)
1 áudios (38 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 06:26)
MORDEGANE