Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

** (SEMANA DAS MÃES EM POESIAS) ** ** (2º DOMINGO DE MAIO) ** ** (DUAS VERSÕES DE UM MESMO AMOR) ** ** (01/07) **

** (SEMANA DAS MÃES EM POESIAS) **
** (2º DOMINGO DE MAIO) **
** (DUAS VERSÕES DE UM MESMO AMOR) **
** (01/07) **

************************

Mãe (O Cazoneto)

ABAB – CAC – DEED – FGF – GHHG.
 
Mãe são fontes de dedicação, nos deram amor e leite.
Do seu amor ao feto não deu outra, da dor veio afeição.
Queremos ainda viver dentro do seu manancial deleite.
O seu coração é puro, chega quase perto da perfeição.
 
Mãe, na nossa vida, você acrescentou todo seu amor.
O seu colostro, ainda hoje mantém o aroma do azeite.
Você em nossa vida é luz singular, um universo em flor.
 
Mãe das suas opções da vida optou por uma, nos amar.
Nós vimos a sua felicidade que nós éramos as suas crias
O seu amor reina absoluto e ainda nos doa com alegrias.
Você é como as ondas, que se repetem você é nosso mar.
 
Mãe, o seu amor ainda se mantém sempre amigo e atual.
O seu amor, é por DEUS abençoado e todos os dias ungido.
É tanto amor, é maior que o infinito, é presente, é pontual.
 
Mãe, você é presente vive corrigindo os nossos sentidos.
Você é incrível, vive acreditando, quer a nossa felicidade.
Todas as mães são iguais, tem amor aos filhos e lealdade.
Sem você do nosso lado com certeza, teríamos nos perdidos.

 
****************************

Observação:

     Canzoneto é uma criação da poetisa Margareth D S Leite do site Recanto das Letras.


***********************************


*** MÃE (O SONETO)
** (2º DOMINGO DE MAIO) **
**(01/07)**
 
Mãe, você é luz, é paz, deu a seu feto amor e leite.
Do seu amor ao feto não deu outra, veio à afeição.
O seu cerne é puro chega quase perto da perfeição.
Quero viver a minha vida dentro do seu fiel deleite.
 
Mãe, na minha vida, você acrescentou muitos enfeites.
Das mil opções da vida você assinalou a melhor opção.
Eu vi sua alegria quando teve a certeza da concepção.
Corria tentando-me resguardar das quedas do skate.
 
Mãe o seu colostro, ainda hoje tem o aroma do azeite.
Tantos anos concluídos seu amor é o maior da região.
Encaminhar-nos na vida é seu sacerdócio e sua religião.
 
Mãe, o seu amor ainda se mantém sempre junto aleite.
O seu amor não varia é passado de geração em geração.
É tanto amor que chega quase, bem próximo da criação...
 

José Aprígio da Silva.
“Lorde dos Acrósticos”
Stenius Porto.
Ceilândia/DF.
Domingo, 04 de maio de 2014 – 22h00.


http://www.recantodasletras.com.br/poesiascomemorativas/4794740
Stenius Porto
Enviado por Stenius Porto em 05/05/2014
Reeditado em 06/05/2014
Código do texto: T4794830
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Stenius Porto
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 59 anos
342 textos (9990 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/11/19 02:01)
Stenius Porto