Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONVERSA DE MUDA

Nasci muda!
Ainda recém nascida
fui por vândalos agredida,
ferida covardemente,
sem que tivesse esboçado
qualquer gesto de defesa.
Mas insisti, resisti,
e contra toda expectativa
mantive-me viva.
Cresci, venci, me realizei.
Hoje, coleciono elogios
à minha beleza.
Há sim, lembranças infelizes,
tenho cicatrizes
que causam pena em quem as vê.
Mas ao vestir-me de ouro
para anunciar a primavera
sinto que vale a pena lutar,
buscar o que se quer ser.
E nem me lembro de quando era
tão somente
uma muda de Ipê.
silasol
Enviado por silasol em 21/09/2007
Reeditado em 01/05/2009
Código do texto: T662775

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (CITE O NOME DO AUTOR E LINK PARA A OBRA ORIGINAL). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
silasol
Sabará - Minas Gerais - Brasil, 66 anos
660 textos (75267 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 15:34)
silasol