Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No silêncio da Madrugada

O silêncio da madrugada invade a solidão,
Com dor no coração vai chegando de
Mansinho na hora de tantos passos.

Na hora de tantos passos com alma
De esperança de sonhar com um
Viver no castigo de um amor
Perdido no esquecimento de um
Viver.

Hora que nunca passa de um amor
Que já passou na esperança do
Silêncio na madrugada que
Amanhasse de uma dor que não passou.
Palavras são palavras coisas que não
São ditas sempre queremos saber
Como forma conjunto de um saber,
Na esperança que não exprime um
Sonhar no silêncio de uma palavra,
Que vive de um saber No silêncio
Da madrugada eu vivo sem
Esquecer o amor do amanhecer.

Autora: Fátima Araújo.
FÁTIMA ARAÚJO
Enviado por FÁTIMA ARAÚJO em 07/11/2007
Reeditado em 12/06/2010
Código do texto: T727218
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
FÁTIMA ARAÚJO
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
268 textos (20095 leituras)
1 e-livros (13 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 10:05)
FÁTIMA ARAÚJO