Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


INGENUIDADE

Leio e releio
seu último e mail
na inútil esperança
de que o meu amor
se desgaste
na lâmina afiada e fria
de suas palavras.
Mas meu coração
em nada difere
do sândalo
que perfume
o machado que o fere.
Das palavras
ignoro a frieza.
Lembro seu rosto
de singular beleza,
seu sorriso lindo...
Do negro dos seus olhos
lembro uma tênue chama... 
E concluo sorrindo:
Ela me ama!

silasol
Enviado por silasol em 27/11/2011
Reeditado em 27/11/2011
Código do texto: T3360098


Comentários

Sobre o autor
silasol
Sabará - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
677 textos (84972 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/04/21 06:38)
silasol