Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM DOCE SABOR A TI

Este é para Ti, minha querida Amiga angelical, esvoaçante e evanescente
Tu sabes quem és e quem serás dentro de mim
                         UM DOCE SABOR A TI

Como uma janela aberta ao céu
Por onde tu entras
Quando menos te apercebes
Em sentires comuns
Pois o teu sentir
Lá calha às vezes também ser o meu

Um doce sabor a ti

Em dores que já não são dores
Pois o tempo tudo cura ao passar
Estamos longe
Não sei se perto
Mas saberás perpetuamente qual o meu lugar

Que é Aqui
Tão perto
De Ti
Se tal
Achares indicado
Pois é possível gostar inocentemente
Sem essas coisas do coração
Gostar livremente
Como Amigo
Sem qualquer tipo de prisão

Sinto a falta da partilha
Da nossa camaradagem
Pois no meu cerne
És eterna
E mesmo que nada digas
Nada sintas
Em mim
És perene
Não estás de passagem

Pois tenho saudades tuas
Daquilo que significas para mim
Sonho numa amizade sem tempo e sem espaço
Mas há amizades assim

Por isso
Hoje abri a tal janela no céu
E te mando um beijo literário
Para onde estiveres
Na esperança secreta
De mo leres
E de ficares feliz
Porque não me esqueci de ti

Em borboletas com asas de anjos
Que habitam em mim
Com menos intensidade
Mas com a mesma
Verdade
De te querer para sempre como Amiga
Pois é à eternidade
Que a minha alma
Te convida
N’

Um doce sabor a Ti
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 28/11/2007
Código do texto: T756137

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5158 textos (173886 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 00:52)
Miguel Patrício Gomes