Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRAUMAS DE DESPEDIDA

TRAUMAS DE DESPEDIDA


Sorturna angústia que me reserva o fado,
Átimos que suporto em grande comoção,
São partidas que o meu coração cansado;
Faz da esperança a sua merencória ilusão.

Despedida, sentimento que faz o chanto,
São dores do ego que chegam sem parar,
Visão de uma felicidade que traz acalanto;
Para um afã convulso em amores aportar.

Filho do adeus, prosônimo que conquistei,
Por sentir tantas idas nesta vida a lagrimar,
Prévias saudades foi o orbe que encontrei;

Que eu sinta n’alma o anelo de me realizar,
Em constantes viagens, algias nunca terei,
Para quando eu partir, eu não poder chorar.

Rivadávia Leite
Rivadávia Leite
Enviado por Rivadávia Leite em 23/07/2008
Código do texto: T1094222

Comentários

Sobre o autor
Rivadávia Leite
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil
222 textos (4655 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/21 02:27)
Rivadávia Leite