Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESTINOS ALGEMADOS?

Tempo que não mais tarda, a ressoar receios permitidos
Ressalvas na lembrança despindo almas no escuro
Enquanto selvas atuam no destino de uma ira
Penetradas almas almejadas por um fio a mais
Desencontros marcados em um discurso no silencio
Mantenedores de uma forca mantida sem rebelião

Gladiadores galgando mundos destruidos pelo tempo
Dinastias de almas comuns na crescente de uma vida
Eternidades conduzidas em elos de um furo maior
Amor mais que amor a redesenhar destinos repetidos
Na gloria maior de uma cintilante singular reação
Equilibrio distante na contenção de uma vila grandiosa

Usos permitidos na condução de uma sensação profunda
Desmedidos conteudos na platonica solução de uma era
Repetição movimentada em colos que não toquei,
Motivos de sentimentos delimitando fontes de solos
Amor em almas personificadas em tons de cores
Intensidade maior na espera em esperança
Amor mais belo delimitando consequencias de um dia

Uma eternidade na espera em certeza incerta,
Rompimentos na necessidade fundada sem zelos perdidos
Declaradas palavras no silencio do seu olhar mais belo,
Um sorriso breve estonteante, na clareza de sentimentos
Pensamentos a divagar, enrraizando solidão na espera,
Sempre altaneiros, bravos lutadores de uma era sem fim
Contornos movidos em destinos de uma luta perdida,
Guerras de almas conduzidas em destinos opostos
Enquanto o amor mais bonito perdurar diante sonhos...
Claudio Teruo Ninomiya
Enviado por Claudio Teruo Ninomiya em 16/09/2008
Código do texto: T1180336

Comentários

Sobre o autor
Claudio Teruo Ninomiya
Japão, 44 anos
458 textos (5021 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/05/21 14:32)
Claudio Teruo Ninomiya