Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

N5

Era uma vez uma lua
Que vivia minguante
Até que um dia a face solar a encontrou
Por um momento apagou
Mas depois ficou crescente
Até que um dia o sol
Completamente a iluminou

E a vida
colocou uma Terra entre eles
E um eclipse aconteceu
Assim, o tempo parou
E na escuridão
A lua ficou

Eternamente.

O que de longe é belo e perfeito
De perto é triste e sozinho.

Agora,
Pra sempre nova
Na escura imensisão.
Emanuelle Querino
Enviado por Emanuelle Querino em 10/01/2009
Reeditado em 11/01/2009
Código do texto: T1377766


Comentários

Sobre a autora
Emanuelle Querino
Imbituba - Santa Catarina - Brasil, 31 anos
65 textos (8936 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 16:01)
Emanuelle Querino