Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Se não fosse esse medo de amar 


Essa mania de ser
Meu outro
Minha árvore
Meu ninho
De ser alem de mim.

Não me abandono
Já faz um bom tempo
Talvez
Na intenção de tingir o branco das coisas
Fiz-me um mural onipotente.

E agora!
Encapsulado
Eu me pergunto
Quando irei alem
Dessa margem solitária em que me encontro?
ULISSES de ABREU
Enviado por ULISSES de ABREU em 17/04/2006
Código do texto: T140607


Comentários

Sobre o autor
ULISSES de ABREU
Viçosa - Minas Gerais - Brasil
608 textos (209297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/04/21 09:01)
ULISSES de ABREU