Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desejo

Deitada.
Assim permaneço por tanto tempo
que mal vejo o amanhecer
sem me dar conta  que agora
após  descobrir o prazer
não mais poderei passar
sem suas mãos no meu corpo
no sopro do bem-querer
e meus cabelos anseiam
o enrodilhar selvagem
de nossas loucas cabeças
O que fazer do desejo
que toma conta de mim
entremecendo meu ventre
e querendo-o mais uma vez ?
Venha cobrir-me outra vez,
outra , outra e mais outra
e assim, talvez, eu volte
a sentir a calma precisa
para esperá-lo na noite
em que promete me amar
eu fingindo acreditar
que será para todo sempre.
 
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Enviado por Maria Luiza de Monteiro Marinho em 08/05/2006
Código do texto: T152796


Comentários

Sobre a autora
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
149 textos (4853 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/04/21 01:40)
Maria Luiza de Monteiro Marinho