Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tu me Multiplicas: Me divido Contigo!

Eu que sempre amei tanto a palavra
Incondicionalmente desde analfabeto
Quando as admirava muito inquieto
Tentando descobrir em cada Lavra
Mesmo sem saber o que significava
O sentido que faz a vida viver
E a falta dele que nos faz morrer.
Notava em cada uma que eu não lia
Embora já soubesse muito bem as ler
Que já sentia que a “vida” não existiria
Sem o seu sentido que é “morrer”.

Descobri quando admirava a “tristeza”,
Quando alguém me atrapalhando apontava,
Que na mesma linha em que ela estava
Repetiam-se outras de maior beleza.
Assim, desde cedo fui tendo a certeza
De que a cada feia que eu encontrava
A Língua bondosa sempre presenteava
Com muitas mais lindas para compensar
Como ontem morrendo eu me encontrava
E gato de oito vidas, hoje, todas pra te Amar.

Quero ser: de terra na primeira já
Pra te alimentar Querida! Minha flor;
Quero ser no inverno teu frio de calor
A erva-remédio que será o teu chá
Do capim-cidró, que era um caraguatá!
Na segunda quero em água cristalina
Escrever teu nome de forma hialina
Porque eu sei que ela jamais terá fim
E quando meus olhos o lerem, Menina!
Na água tatuado na imagem de mim

Saberei que é hora de cambiar de vida
Pois me deste muitas eu sou teu felino
E nesta terceira quero ser menino
Pra podermos dar nosso primeiro beijo
No melhor recreio do Amor-ensino.
Só por isto eu pago com uma vida inteira
E vou galopando tranqüilo pra quarta
Porque na anterior a ternura foi farta
E reafirmando os ditos da estrofe primeira
Que não há manhã sem tarde derradeira

Eu percebo agora que não há mais morte
Porque a Língua sábia me deu esta sorte
De encontrar em ti a Paz do Amor Amigo.
Por isto é que faço nas oito aqui um corte
Que as quatro que restam divido contigo.
Pra girarmos as horas no ciclo contrário
Bebendo nas voltas o imaginário
Do tudo que o tempo prendeu na nascente
E que as nossas vidas sejam o estuário
Dos rios de Amor que ele guardou prá gente.









Aldo Urruth
Enviado por Aldo Urruth em 27/05/2009
Reeditado em 03/04/2011
Código do texto: T1617673

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Aldo Urruth
Harmonia - Rio Grande do Sul - Brasil, 63 anos
516 textos (26728 leituras)
10 áudios (2753 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 19:16)
Aldo Urruth