Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Frenesi

FRENESI

Sou teu pavor
de te aproximares  só de mim.
Sou teu alguém,
sou o teu bem,
sou o teu eu.
Sou o teu medo
de me amares como ninguém.
Sou o teu sal.
Sou o teu sol das cachoeiras de frias águas
que te banham o peito e te saciam no teu êxtase,
- no teu frenesi.
Sou o terror,
sou a tara do teu amanhecer em mim,
em meus braços, de coração despido,
só pra mim.
No fluir da vida e no fenecer.
Sou teu ardor no arrebatar de paixões
e de anseios exóticos que te dominam
nos sonhos e nos abraços.

Somente eu pra te domar,
feito fera no cio em teus férteis ciclos.

Sou o teu amor,
sou o teu ar,
o teu medo.
Sou teu paladar,
o teu sentido,
teu desejo.
Sou teu pavor de te doares só a mim.
Sou teu anseio, a tua vida,
sou teu pulsar.
Sou o teu amor!


ancelmo portela (portelapoeta)
Enviado por ancelmo portela (portelapoeta) em 30/05/2009
Código do texto: T1622951
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
ancelmo portela (portelapoeta)
Goiânia - Goiás - Brasil, 66 anos
251 textos (18971 leituras)
9 áudios (872 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 08:54)
ancelmo portela (portelapoeta)