Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOCÊ É MINHA RIMA DILETA E MEU DESAFORO

Você é complexa
Não vou te decifrar nunca
Acho que não te anexo mais
Você se descolou e foi
Eu fiquei assim sem entender nada
Até agora não sei o que você entende por amor

Só te digo o seguinte
Deixo o recado:
Você ainda é o meu concreto
Parede onde me esfolo todo
Onde me ralo
Onde me fodo
Bato cabeça
Prego prego com martelo
Penduro meus quadros
Onde picho revolta
E depois pinto tudo de branco

Digo que você ainda me inspira e me pira
É minha rima dileta e meu desaforo
Meu ouro minha mina secreta
Minha fonte de água límpida
Minha conquista e desafio
Meu muro das lamentações
Minha louca minha puta minha roupa e luva

Sei que você acha tudo pouco raso escasso
Sei lá
Que não sei te querer apossar te domar
Tomar conta levar pra casa, botar coleira
É certo: loucura pouca não conta não basta
E eu não sei mais o que falar
Pra  explicar melhor teria que cortar a pele
Fazer um escalpo
Sangrar na praça até secar.
Deixa pra lá. Acho que é isso
Raul Los Dias
Enviado por Raul Los Dias em 26/06/2006
Reeditado em 29/06/2006
Código do texto: T182752


Comentários

Sobre o autor
Raul Los Dias
Argentina
511 textos (82512 leituras)
1 e-livros (189 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/03/21 08:17)
Raul Los Dias