Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Qualquer?

Em uma esquina
De uma rua qualquer
Em uma hora qualquer
Uma mulher
Uma vida qualquer
Um destino que vai mudar

Em uma outra esquina qualquer
De uma rua qualquer
Em uma hora qualquer
Um homem
Uma vida qualquer
Um destino que vai mudar

Em uma avenida qualquer
De uma cidade qualquer
De um estado qualquer
De um país qualquer
Está ele que vai mudar dois destinos

Num outro dia qualquer
Numa manha qualquer
Aquele homem qualquer
Andando por uma rua qualquer
Toca a campainha de uma casa qualquer
Mas esse homem qualquer
Não imagina
Que esse ato qualquer
Que esse ato impensado
Vai mudar a sua vida pra sempre


Nesse mesmo dia qualquer
Nessa mesma manha qualquer
Aquela mulher qualquer
Lendo um livro qualquer
Em uma casa qualquer
Escuta a campainha
-Uma visita qualquer
Pensa aquela mulher qualquer
Mas essa mulher qualquer
Não imagina
Que aquela campainha inesperada
Que aquela visita qualquer
Vai mudar a sua vida pra sempre

Então naquele momento
Que podia ser um momento qualquer
Aquele homem qualquer
Vê pela primeira vez a razão de sua vida
Aquela mulher qualquer
Vê pela primeira vez a razão de sua vida
E aquele olhar que trocam
Que não é um olhar qualquer
Firma a união de duas vidas
Aquele homem qualquer
Que pra aquela mulher deixa de ser qualquer um
E aquela mulher qualquer
Deixa de ser uma mulher qualquer pra aquele homem

O cupido não qualquer cupido
Sim aquele que vai mudar sua vida pra sempre
Em um momento qualquer
Vagando por uma avenida qualquer
De um dia qualquer
De uma hora qualquer
Em uma rua qualquer
De uma cidade qualquer
De um estado qualquer
De um país qualquer
Escolhe duas vidas
Que eram quais queres vidas
Mas deixarão de ser
Em um momento que deixara de ser qualquer
De um dia que não será mais qualquer
Em uma rua que não será mais qualquer
De uma cidade que não será mais qualquer
De um estado que não será mais qualquer
De um país que não será mais qualquer
Acontece então o mágico momento
Que é o encontro de almas gêmeas

Então você ainda acha que vive uma vida qualquer?

Por:Gabriela Delfim
GD
Enviado por GD em 26/07/2006
Código do texto: T202451

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
GD
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
11 textos (385 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/05/18 09:07)
GD