Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

*Colombina*

Cantou um verso à luz do luar.
Ouviu a noite obscura, o seu vento soar.

E o silêncio veio lhe cobrir
Como quem ama, ver Colombina voltar.
 
Voltar para os braços do amar.

Sentir-se nas nuvens, sem ao menos lhe tocar.
Caminha-te, Colombina, para teu verso declamar.

Mas onde estás Colombina?
Colombina só sabe, não teme,
Quer apenas amar.

22/04/2010

2010: Coletânea: "Cristal de Talentos" lançado dia 12 de agosto na bienal de SP)
2011- Madrugadas Tardias (Fábio Aiolfi)
Fábio Aiolfi
Enviado por Fábio Aiolfi em 13/08/2010
Reeditado em 14/12/2012
Código do texto: T2435675
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Aiolfi
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 29 anos
113 textos (66554 leituras)
5 áudios (847 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 10:18)
Fábio Aiolfi