Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um amor Proibido

Quando te escrevo um poema
Não desejo destruir seu coração,
Mas sei o quanto ficas emocionada,
Ta certo você não é de ferro...
Sei o quanto cada poema mexe em tuas emoções...
Acredita, minha linda flor...
Sei que és capaz de compreender.
Como já disse: Você é meu grande amor,
Aquele que muito sonhei encontrar...
Mas essa peça que o destino nos pregou,
O problema é a grade distancia que consegue nos separar.
Mesmo que esteja longe não consigo te esquecer.
À noite você é simplesmente a Minha Lua ...
Pela manhã a beira do mar és Minha Sereia,
Uma semente minha em teu coração vai nascer
E essa semente é só tua,
E de mais ninguém...
É triste conviver com a saudade,
O destino impôs a nossa separação.
Nas manhãs de primavera és minha Andorinha,
Que voa pelos céus em busca da liberdade,
Onde quer que estejas, leva contigo uma esperança que tinha...
De viver para sempre ao teu lado é buscar a felicidade.
Essas modestas rimas que são bem pobres,
Conseguem muito bem expressar,
Que possuímos em nossos corações um sentimento
Que é dos mais nobres...
Você será sempre o meu lindo Girassol,
A linda flor de Ipê Rosa que colore a minha primavera.
Todos os dias eu posso te ver meu lindo sol,
E nem imaginas como consegues me alegrar,
Eu te peço: ao ler meus poemas não fique com coração destruído...
Que mais essa poesia venha guardar.
E o destino fez do nosso amor o mais lindo: Um amor Proibido.

** dedico esse poema a uma jovem moça muito especial**
CARLOS BOSCACCI
Enviado por CARLOS BOSCACCI em 02/12/2006
Reeditado em 03/12/2006
Código do texto: T307546
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS BOSCACCI
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 34 anos
401 textos (25940 leituras)
2 e-livros (22 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 02:37)
CARLOS BOSCACCI