Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Abrindo portas"

"Abrindo portas"
Andréa Maia

Soturna solidão...
Pra ela hoje eu digo não!
Por sua mão...
que fez de mim, a mais feliz multidão!

Indigesta escuridão...
Pra ela hoje mostro o clarão!
Pelo seu coração...
que me fez entender que, nada foi em vão!

Paixão em brasa...
Amor em chamas...

Por nossos corpos incandescentes,
Por nossas mentes ditas indecentes,
Por nossos corações um dia, descrentes,

Por tudo que se fez...
Por tudo que ficou...
Por tudo que ainda insiste em existir...

Hoje não mais na solidão, nem na escuridão,
por essa sua mão.
Mas de minha boca grita a dúvida!
Por que se tranca no porão?
Andréa Maia
Enviado por Andréa Maia em 01/02/2007
Código do texto: T365621
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Andréa Maia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
280 textos (15120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 21:51)
Andréa Maia