Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À deusa manga

Te adoro deliciosa deusa
te encontrei fruto único
pendurada no mais alto galho
da mais antiga mangueira.
Reluzia sob a luz do Sol poente
a lua já te mirava sorrindo
os astros te brindavam com cor inigualável.
De madura quase caia
só esperava mãos adequadas pra te apanhar
sem nem pensar
subi as raízes expostas
escalei o tronco tortuoso
e me esgueirando sobre o galho curvo que te continha
aflito te percebo se desprender.
E na iminência da queda
queda que te derrubaria nas pedras
pedras que absorveriam egoístas teu gosto
junto fôlego
salto sem receio
te agarro com força
sem chance de escape
caio por sorte no chão ao lado das pedras
pedras que agora me odeiam
já sentiam sedentas teu sabor
te protegendo firme sobre mim
te cheiro sentindo tua essência
aroma único elaborado por séculos
aperfeiçoado por tantas mães mangueiras
transmitido por tantas gerações das melhores sementes.
Não te desfruto nesta hora
prefiro incitar teu sumo
provocar mais teu suco
estimular tua carne
carinhar tua pele
tua cor me agrada os olhos
o odor sublime brinda o olfato
a textura, uma fina casca lisa
curvas cuidadosamente esculpidas
é a fruta por tantos desejada
por todos desejada
te possuo devagar sem te ter
devoro teu mel aos poucos
esse sabor gera arrepios doces
meu corpo inteiro te absorve
desejo congelar o tempo
Quero enquanto durar!
tal fruta exótica por entre os dedos
as mãos espalmadas te seguram firme
inevitavelmente lambuzado por teu caldo
que escorre da semente que me sacia
te devoro sem saber do tempo
cada gota, cada segundo
quantos segundos, quantas gotas?
Quero enquanto houver
e há!
entrego meu existir a teu sabor
troco os sabores do mundo por esta deusa
agradeço a todos elementos por terem tão sabiamente te criado
e plenamente satisfeito declaro que me permitam te saborear
enquanto as águas corram por entre as veias da terra
e enquanto o fogo aqueça ou queime bailando com o vento
descobri depois de encontrá-la deliciosa deusa
que o Amor existe e é muito mais saboroso que se pode pensar
eu soube te apreciar
apenas me permita, te permita
que livres possamos nos amar.
Guilherme Schroder
Enviado por Guilherme Schroder em 24/02/2007
Código do texto: T391363


Comentários

Sobre o autor
Guilherme Schroder
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 39 anos
9 textos (723 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 23:45)
Guilherme Schroder