Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doçura de amor

A minha namorada é dócil

Uma doçura afável sem igual

Amor que surgiu das nuvens

A companheira ideal.

Brandura sem amargura

Simplicidade total

Amada e devorada

Polo meu amor total.

Nas maçãs do seu rosto

Vejo o brilho da Lua

Na sua boca encontro o puro mel

No seu beijo o paladar do amor.

A namorada minha é linda

É uma estrela cintilante

Não encontrei ninguém igual antes

É única e magnânima o bastante.

A minha segunda parte

É uma doçura singela

Flor da manhã na primavera

Por isso que gosto dela.

O meu amor é o mais puro mel

Tu és um pedacinho do céu

Em ti não há amargura ou fel

Pra ti tiro o chapéu...

 

POEMA: Publicado na IX Coletânea Komedi/2005.



Antonio Cícero da Silva (Águia)
Enviado por Antonio Cícero da Silva (Águia) em 31/07/2005
Código do texto: T39209
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Cícero da Silva (Águia)
Carapicuiba - São Paulo - Brasil, 55 anos
207 textos (20917 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 04:41)
Antonio Cícero da Silva (Águia)