Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ecos - Pedro Valdoy

Os ecos
soam como campainhas
através de montanhas
e rasgam o silêncio

Atravessam minha alma
ensanguentada
pelo ardor de um amor
perdido na penumbra

São laivos de esperança
no sentir de neblinas
cobertas pelo coração
amargurado e sentido

Os ecos ressoam
e transportam uma amada
esquecida pelo tempo
na ausência de uma rosa

São a esperança
de um regresso prematuro
talvez desejável
para quem te amou.
pedroopoeta
Enviado por pedroopoeta em 26/02/2007
Código do texto: T394696

Comentários

Sobre o autor
pedroopoeta
Portugal, 83 anos
65 textos (1238 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 04:54)
pedroopoeta