Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MESMA ESTRELA

Cada gargalhada em mim
é um deserto...
É o eco de uma vida por viver!...
E tu vês no meu riso…
   um oásis!...

Este brilho nos meus olhos
               é fogo-fátuo...
São reflexos de antigas esperanças vãs!...
E tu vês nos meus olhos, raios de luz...

Este jeito em meus lábios
é raiva...
É vontade de morder quem me domina!...
E tu vês nos meus lábios…
desejos de ternura!...

Nas minhas mãos doridas…
há espinhos...
Das rosas que não colhi!...
E tu vês nas minhas mãos,
carícias perfumadas!...

- Que importa o que eu sou!?...
- Que importa o que tu vês!?...
Que importa que eu seja ou não:
deserto, oásis, fogo-fátuo, raio de luz,
raiva, ternura, espinho ou carícia perfumada!?...

O que importa sim... é ter as tuas mãos nas minhas mãos
...e olharmos os dois... a mesma Estrela!...
                               




Gisela Sinfronio
Enviado por Gisela Sinfronio em 05/03/2007
Código do texto: T402160

Comentários

Sobre a autora
Gisela Sinfronio
Portugal, 89 anos
26 textos (4339 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 23:00)
Gisela Sinfronio