Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sinceridade

É... as coisas acontecem
Sem ao menos saber se acontecem por destino
Talvez seja por merecimento
Ou sei lá por qual razão

Sinceridade, que palavra bonita.
Pena que não consigo usá-la
Em minha vida sempre que preciso
Engulo em seco e novamente minto

Porque será que não sou tão corajoso
Tal qual você o é?
Porque não me ensinas os seus truques?
Sua grande habilidade de falar
De dizer tudo o que sentes

Queria eu poder fazê-lo
Queria eu poder dizê-lo
Tudo que sinto dentro de meu pobre coração
Dentro deste ser que sempre chora

Chora por não dizer a você
A verdade que insisto em esconder
Dói de novo
Dói sempre

Mas quem sabe um dia
Quem sabe esse dia chegue
Torço por isso
Porém sigo eu com minhas conhecidas e
Doloridas mentiras

Fernando Flor Airoso
09/10/2006
12h26min
Airoso
Enviado por Airoso em 16/03/2007
Código do texto: T415492
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Airoso
Itapema - Santa Catarina - Brasil, 42 anos
60 textos (4816 leituras)
1 e-livros (36 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 23:25)
Airoso