Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHORANDO SOZINHA

A luta acabou.
Acabou-se a guerra,
Acabou-se a força,
Acabou-se a hera...

O silêncio reina amargo
E as lágrimas, em seio,
São doces e amigas;
São apenas o que tenho!

Meu escudo, único sobrevivente,
Ainda brilha sob raios solares;
Minha lança, perdida no rumo,
Talvez esteja entre aquelas árvores!

Aqui, no calvário, sou a única de pé.
Meus companheiros, todos mortos,
Me fazem tropeçar e cair;
Me fazem lembrar e chorar!

Nada restou e, se venci,
Não tenho porque festejar.
Sou, apenas, a única que chora,
Não tenho quem chore comigo!  
RÚBIA BOURGUIGNON
Enviado por RÚBIA BOURGUIGNON em 13/09/2005
Reeditado em 20/09/2020
Código do texto: T50146
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
RÚBIA BOURGUIGNON
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 58 anos
193 textos (21413 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 31/10/20 09:56)
RÚBIA BOURGUIGNON