Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FORÇA LIVRE

Me desfaço, plano, vôo;
Me refaço, formo, piso;
Me transformo num gemido;
Me aqueço, venço, sinto...

Palavras que digo são ventos
Que, como chegam, se vão.
Que não se atentem os ouvidos,
Que me ignorem ou não...

Não tenho casa, cama ou mesa,
Se me visto, é como falo e nada mais.
Não tenho dono e nem tenho
Beijos a perder no cais!

O meu mundo construí sozinha.
Sou feliz no meu mundo!
Aqui sou eu que comando
As rédeas da própria vida.

Que me perdoem todos,
se pareço ser e não sou;
Se me pertenço tanto;
se não me entrego à sina.

Foi Deus quem me fez assim.
Sou livre até a morte.
E fora Ele, não há ninguem
Que possa controlar minha sorte!
RÚBIA BOURGUIGNON
Enviado por RÚBIA BOURGUIGNON em 14/09/2005
Reeditado em 09/12/2005
Código do texto: T50406
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
RÚBIA BOURGUIGNON
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 58 anos
192 textos (21086 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/07/20 08:08)
RÚBIA BOURGUIGNON