Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SE ME QUISER...

Deixa Eu te falar, como me aconteceu
Você, e esse seu jeito único
Que em meio as incertezas do destino
Precipitou-se à mim, e simplesmente
Ganhou meu coração menino
Mas te magoei, por isso, desapareceu
 
Deixa Eu te dizer, foram verdades
E foi naquele dia, um pobre adoentado
Que vislumbrei em ti, força e poder
Tirou a minha morte, o meu inferno
Depois, embriagou-me do teu Ser
Tirou-me mil delírios, s/cem maldades
 
Mas quem és tu, linda mulher?
Que invade a minha vida, e me faz bem
Amor, loucura, e um sorriso insano
Chave das minhas vidas, você tem
Faltando quatro mortes pra morrer
Resta saber se vivo ainda me quer
 
Dos que carregam espinhos, sobrou a Flor
E mesmo após teu sofrimento
Soprou o vento forte da amargura
Ao emergir em atos, frágil momento
Da lágrima à loucura, em perceber
Olhou-me e viu tamanho Amor
 
De um livro, a página ainda não lida / Virou você, Dona da minha vida
O Guardião
Enviado por O Guardião em 05/05/2015
Reeditado em 18/06/2015
Código do texto: T5231567
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 53 anos
364 textos (35064 leituras)
13 áudios (2421 audições)
2 e-livros (2003 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/06/19 06:28)
O Guardião