Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Resposta ao desalinho



Desperto
Em vão fujo dos versos
enquanto anoiteço
(roucos soluços)
no meu âmago o vazio.

Correnteza incerta que flui
por entre brechas novas
A boca seca reverbera:
Dê-me águas de outras fontes.

Os versos apenas vão
lavados pelas águas salgadas
de um rio-mar de lágrimas enternecidas.

Durmo agora.
Talvez sonhe

Mauro Gouvêa
Mauro Gouvêa
Enviado por Mauro Gouvêa em 24/10/2015
Código do texto: T5425956
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mauro Gouvêa - www.recantodasletras.uol.com.br/autores/maurogouvea). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauro Gouvêa
Alfenas - Minas Gerais - Brasil, 54 anos
432 textos (60350 leituras)
3 áudios (884 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 23:10)
Mauro Gouvêa