Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desatando a ilusão


Vou vivendo cada momento
Esgotando em mim todo sentimento
De uma entrega sem renuncias
Uma forma toda sutil de sofrer
Calar a cada dia a voz da paixão
Da insegurança que trago em mim
Por mais que te dê prazer
Por mais que te faça feliz
A sinto minha nestes momentos
Mas nada pleno, nada voraz
Como tanto gostarias
Sinto que não sou eu que vim
Para te fazer assim
Sinto que topamos para trocar
Ser intenso enquanto dure
Para ser dura quando chegar a hora
Nosso tempo está passando
Indo, se esvaindo no seu passar
Não pense que me sinto bem
Não julgue que sou mais completa assim
Desespero-me, calada
Tentando calar cada desejo
Pois desejei que fosses tu
Minha doce inspiração
Minha calma no coração
Mas não me faço só por lamentos
Pois se chorar serei covarde
Prender-te não tem sentido
Vou soltando minhas mãos
Desatando a ilusão
Pude ver tua emoção
Com a chegada de outro alguém
O tremular de tuas mãos
Não deixe que esta chance escape
Mude o destino
Aposte no teu desatino
Que teu movimento seja firme
Forte como o vento
Que te trouxe e te levará
Para junto de onde é realmente teu lugar


Marta Vaz
Marta Vaz
Enviado por Marta Vaz em 08/07/2007
Código do texto: T556916


Comentários

Sobre a autora
Marta Vaz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
12 textos (488 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/05/21 10:35)
Marta Vaz