Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POESIA FUGAZ

(às Fátima Feitosa e Maria Quitéria, com respietosa admiração)

Se me queres mel,
sou fel, sou ácido;
se queres amor plácido,
sou tufão em teu céu.

Se me queres mansa água,
sou pedra em teu caminho,
e se desejas doce vinho,
sou o sal de tua mágoa.

Se me queres terno,
sou nervos, sou vulcão;
se queres suave paixão,
sou o fogo, teu inferno.


sou disperso, libertino,
e se me queres por perto,
sou árido. sou deserto,
sou, por certo, um desatino.

Se do sol  queres a luz,
sou o negror cobrindo a lua,
sou pesadelo, sou alma crua,
sou falso ouro que te seduz.

Mas também sou oh! amiga,
teu poeta, sonhador aflito,
e também és o alentado grito,
desta poesia fugaz e antiga!  
gaviaopoeta
Enviado por gaviaopoeta em 26/08/2007
Código do texto: T624251
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
gaviaopoeta
Ribeirão das Neves - Minas Gerais - Brasil, 67 anos
68 textos (1439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 19:59)