Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Hóspede da poesia

Sou eu quem vive em tua poesia,
como num verso dado ao criador,
que ao enxergar com o seu imenso amor,
sente o divino orgulho de sua cria.

Se Deus soubesse quantas noites frias
dormi teus versos soltos no meu peito,
sonhei teu corpo me inundando o leito,
se Ele soubesse... compreenderia...

Porque me escondo em cada verso teu
por trás dos pontos de exclamação,
e apareço, em tua inspiração,
nas reticências que Ele nunca leu.

Oh! minha musa, Deus não te conhece.
Conhece, simplesmente, uma porção:
o pedacinho da minha paixão,
que se acorda quando adormeces.

Se Deus pudesse ouvir as minhas preces,
não ouviria o santo nome em vão.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 23/10/2005
Reeditado em 03/07/2020
Código do texto: T62734
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 66 anos
1696 textos (79846 leituras)
353 áudios (3152 audições)
14 e-livros (5393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/10/20 21:11)
Herculano Alencar

Site do Escritor