Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA MANHÃ


Numa dessas manhãs
eu não vou mais está aqui
e, quando isso acontecer, lembra de mim com um sorriso
porque já não volto...

voei nos meus sonhos
e as minhas asas se partiram
me perdi no vazio, na imensidão,
não sei se cai num abismo, numa clareira, no mar,
ou se estou planando,
e o vento me conduz, sem rumo, sem rota, sem direção

quando acontecer de não mais estar aqui,
se estiver chovendo, melhor
da mais cor
encosta o rosto no vidro da janela
e, deixa uma lagrima rolar
 (acho super belo uma lagrima saindo de um olho parado, como a trazer o reflexo do universo)
e, deixe essa lagrima cair sobre a ponta do seu dedo

e a ela junte uma pétala de rosa "azul”
e sopre-a no ar, deixando-a ir, quem sabe me encontrar
a chuva irá tocá-la, fazendo-a bailar em belos vôos rasantes
na sacada, deitada, sobre seu peito nu
deixe cair tulipas - 3 uma vermelha uma amarela e uma lilás

a pulsação do seu coração
fazem-nas dançar, brincar, como se estivesse a me chamar
e, a pétala com a lagrima "molhada" orquestrada por esse som do peito
voa em direção às tulipas, onde está você
juntando-se a elas num "silencio" de ensurdecer a alma

e se misturam em círculos, vibram,pulam,
tulipas, pétalas e lagrimas, e som do coração,
e junto ao "silencio" da chuva caindo
me faço surgir diante de você, inteiro, intenso
com um sorriso nos olhos,
e dos lábios querem sair palavras, sem "som”
ou extremamente "barulhentas”

a chuva continua a cair, festiva
como a aplaudir
numa melodia que só o coração entende
e, então não me deixe ir...
acorrenta-me às portas
me amarra com cordas de sisal às grades,
me prende às paredes com cola

ou apenas toca o meu corpo
com a ponta dos seus dedos
e prende-me no teu olhar
num facho de luz de metal
porque já não quero ir...

as minhas "asas" se recuperaram, agitam-se,
e insistem em querer voar
mas, eu já não quero ir
porque eu quero ficar
o que eu quero "mesmo" é ficar
me faça querer ficar...

 BY JORGE BRITTO   01 DE SETEMBRO DE2007
JORGE BRITTO
Enviado por JORGE BRITTO em 01/09/2007
Código do texto: T633521

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JORGE BRITTO
Sumaré - São Paulo - Brasil
377 textos (37921 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 02:19)
JORGE BRITTO