Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALUCINAÇÃO

Queria ser teu passado
Concreto,
Manifestar na ânsia do amor
E do afeto,
E me prender em seu laços
Divinos,
Queria ser tudo em desatino.
Queria falar ao teu coração,
Que a tua voz oculta no tempo,
Não escuta meu próprio lamento,
E me deixa cair na solidão.
Seja o meu rosto para ti
O teu santuário, em que rezar
Pode ser,
E teus deuses edificados de
Barros, tingem o céu com figuras
Azuis,
E teus astros se comprimem no
Espaço,
Não existe uma pequena visão?
É que o tempo é o resto do meu
Passado,
E o passado é o resto da minha
Ilusão.
Celso Custódio
Enviado por Celso Custódio em 14/06/2018
Código do texto: T6364047
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.recantodasletras.com.br/autores/celsocustodio). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Celso Custódio
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
189 textos (846 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/06/18 12:28)
Celso Custódio