Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RIO ADENTRO

Fiquei refém dos ribeirinhos caminhos
que de Belém te afastaram Pará adentro,
cercada dos mistérios de mata e água,
o rio em festa do teu sorriso se agita,
o verde repleto de ti se dilata,
na lonjura nenhum raio teu escapa
que me guie onde não advinha
minha grande saudade náufraga;
no trapiche espero despontar a canoa
te trazendo de volta pra casa,
os olhos sorrindo à toa,
a tez de sol marcada,
a beleza em conto relatada,
a maré, na alma,
pra sempre guardada!


Dedicado a
Maria Farias
Diego Duarte
Enviado por Diego Duarte em 31/07/2018
Reeditado em 01/08/2018
Código do texto: T6405962
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Diego Duarte
Ananindeua - Pará - Brasil
402 textos (7860 leituras)
3 e-livros (135 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 11:37)
Diego Duarte