Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Talvez um beijo ...

Talvez um beijo a roçar ao de leve a pele da boca.

Talvez um toque
… breve, fulgurante,
um afago de sangue, um lastro de barco,
um rio de riso, um manto de gelo
… quebrado,
um brilho líquido de diamante.

As sombras, o escuro e o perfil de um instante.

Talvez o canto!

Cantar-te, amado, em constantes brilhos de luas cheias,
em dunas de oiro,
em tempestades de areia e fogo.

Talvez um fundo de mar, um quadro inacabado,
um oásis desenhado
nas cores suspensas na paleta de um artista …

Talvez as espadas de sílex,
o aço dos punhais, cravadas na carne, as guerras desiguais.

Talvez os gritos!

Talvez o roxo dos silvados,
das amoras maduras, no frémito das comuns loucuras,
o desejo mascarado, os veios e caminhos interditos,
os abraços de silvas, as urtigas, recobertas de ternuras…

Talvez o Inverno
a descer-se acortinado no estendal das nossas vidas.

Mel de Carvalho
Enviado por Mel de Carvalho em 07/09/2007
Código do texto: T642514

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mel de Carvalho
Portugal, 56 anos
129 textos (4560 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 01:10)
Mel de Carvalho