Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INTROVERTIDO


                   Talvez o meu delírio seja tão real
                   Qu` eu ainda não pude vê-lo verdadeiro
                   Por esperar em cartas de mensageiro
                   Somente um poema ou uma digital

                   Por trazer esperança d` amor decimal
                   Ao meu coração um sonhador ligeiro
                   Sonha tanto até seu último cheiro
                   Que para mim é um perfume imortal

                   Suspirar dele é como sentir amor
                   Pois com ele sinto parte d` tua pele
                   Que incinera meu sentido em labor

                   De minha alma que agora expele
                   Esse desejo que tão único, Senhor!
                   Meu medo cônscio novamente impele.

Marcusvinicius
Enviado por Marcusvinicius em 19/09/2007
Código do texto: T659377
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcusvinicius
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 41 anos
21 textos (486 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 04:05)
Marcusvinicius