Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

vendaval


Enganei-me pelo teu olhar,
Pela luz que nele se encerra,
Mas o engano maior de quem erra
É querer voltar atrás!
E, na ilusão que amarga,
Na dor que se faz  presente,
Dói mais a certeza eloqüente,
De que louca fui, nada mais!
E, então bate cruel a revolta,
Por ver tudo  perdido,
Espalha-se o pranto sentido,
E, o coração parte ao meio,
A vida já não agrada,
O sonho se perde enfim,
A esperança morre...é o fim,
Começo de um vendaval sem freio...
Vilma Eugenio
Enviado por Vilma Eugenio em 22/09/2007
Código do texto: T662991

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vilma Eugenio
São Simão - São Paulo - Brasil
36 textos (1589 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 03:21)