Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Cadafalso

Pelo recado de seres frágil e bela,
Pelo pecado de amar na luxúria,
Por vestir-se para despir-se pra ela,
Por fazer self até na penúria...

Pela petulância de tudo se permitir,
Por me teres pouco e mais como abrigo,
Por abrir-se num olhar que fique e excite.
Por desfilares assim em minha pista...

Por aceitar, sem reservas, o que eu quiser...
Por tê-la nos braços, pelos doces abraços...
Por fazê-la sorrir,viver, sonhar. O que puder...

Portanto, paciente e sem nãos, no nosso altar,
ela espera impassível e apaixonada viver o prazer
que a sentença do nosso desejo decretar.
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 20/05/2019
Código do texto: T6651493
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1589 textos (38943 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 00:15)
Eligio Moura