Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um dia iremos nós encontrar

já não sei quem sou,
ando e me pergunto quem sou,
vejo a vida como se não foce a mesma,
riu quando deveria chorar.

ando guando deveria parar,
paro guando deveria andar,
busco saber meu papel, mas não me sinto util,
sei que um dia já sonhei,
mas já me decepcionei.

mas lembro de cada momento ateu lado,
lembro das guerras que vencemos ,
lembro da vida sem saber aonde estou,
vejo as nuvens passar sem andar,
sem vencer.

não sei quem sou,
pois nunca tive personalidade,
mas saiba,
que sempre vou luta,
e sempre vou vercer.

me deparo com uma muralha sem camilho,
sem destino,
uma muralha enorme,
que não vejo o fim ,
mais sei que tenho que escalar,
para chegar do outro lado.

mas não sei o que existe do outro lado,
luto dia apois dia sem saber guando vou cansar,
ou até mesmo parar de sonhar.

mas saiba que sempre vou esta a sua espera,
mas lembre-se que um dia travaremos um duelo,
onde os dois vamos sair tão machucados que já mais seremos os mesmos,
vai ser um duelo que tenho certeza que irei te machucar,
mas não como voce me machucou em todos esses anos.
Renato Batista
Enviado por Renato Batista em 28/09/2007
Reeditado em 19/10/2007
Código do texto: T672586

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Renato Batista
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 27 anos
6 textos (363 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 07:29)