Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Te adoro, te imploro, te confesso

Beatriz, és para o poeta
a galáxia desconhecida,
E aja escrita! E aja verso!
Pra contemplar o universo
Do brilho trêmulo e agradável
Que teu bonito sorriso tem.
Sou um pesquisador apaixonado
Que bobo fica ao teu lado
Desejoso para estudar e conhecer
O mistério mais interessante
Que um escritor curioso pode ter
Graças a sua presença inebriante
A Inspiração poética renasce
E mais estimulante ficou após
Sua voz doce aquecer meu dia
Quando ligou nessa tarde fria
Não me deixando dela esquecer
Sou grato, eternamente
Pela atenção dispensada
Satisfação é contemplar-te
E retribuí-la com igual afeto
Esteja certa... Eu prometo
Que não desisto de você
Algo na minha intuição diz:
Que preciso da Beatriz
José Luís de Freitas
Enviado por José Luís de Freitas em 01/10/2007
Código do texto: T676205

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luís de Freitas
Diadema - São Paulo - Brasil, 33 anos
468 textos (184005 leituras)
28 áudios (29641 audições)
1 e-livros (111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 05:02)
José Luís de Freitas