Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desculpe, você tem de morrer

Enquanto borrifo as plantas
Penso nas manchetes policiais
E nas entrevistas na delegacia
De programas sensacionalistas

Quantas noites
Vendo novelas na Globo
Ou assistindo filmes na Netflix
E você andando pelos bares

Tantas viagens
Convenções
Encontros de negócios
Premiações

O celular mudo quase sempre
Chega vem para a cama
Deita e dorme
Nem se lava

Na mesa da cozinha
Os pratos vazios
E a comida fria na panela
Sempre sem fome

Quero que você morra
Lentamente
Com o sangue gotejando
No tapete do quarto

Então terá tempo para me ouvir
Sobre os sonhos que não tive
Sobre o carnaval de Recife
Sobre Paris na primavera

Não ache que vou falar
mal do passado
Tivemos bons momentos
Eu amei demais

Agora não mais sua voz
Ecoará como trovão pelo apartamento
Não mais sua mão de cão
Se levantará contra meu rosto

Você deve saber
que não se deve brincar com a poesia
Pelo bem de tudo que tivemos
Desculpe você tem de morrer
carlos assis
Enviado por carlos assis em 17/02/2020
Código do texto: T6867799
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
carlos assis
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
3126 textos (131535 leituras)
3 e-livros (59 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/05/21 09:55)
carlos assis