Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENCAIXE

Infinitas curvas jazem opostas,
adormecidas em dogmas de praxe.
São guardiãs do ópio do céu,
aguardam que a vida passe
e apodreçam sob o próprio fel.

Se te permitires,
transformarás medo em ousadia,
assim que eu o ache.
Procuro em ti o meu encache.
Toda noite, todo dia.

Curva e contra-curva apostas,
boca ante boca, beijarei tuas costas...
Em resposta ao ondular das suãs, minha e tua,
cravar-te-ei os dentes em tua nuca nua,
não sem o entremeio de meu próprio lábio,
sobrepujarei todo encanto lábil.

Sonho-me complemento de tua paixão
Qual cavaleiro em seu marchador sem selas.
Brilhando e estremecendo tal qual chama de cem velas.
Agora por ora, rende teu espírito e comigo asselas.

jocase
Enviado por jocase em 10/10/2007
Código do texto: T688182
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jocase
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 59 anos
23 textos (2421 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 13:29)